12 dezembro 2007

RELATÓRIO SOBRE INTERVENÇÃO “VENDE-SE ESTE RIO”
Por Jonatha Albuquerque - Maceió, o7 de
dezembro, de 2007

Riacho Salgadinho, Maceió – Alagoas... poluído desde que posso me lembrar. A idéia surgiu de uma foto de alguns artistas paulistas onde eles estavam vendendo o rio Tietê, somado a minha indignação por rio que corta praticamente toda a cidade está poluído e os governantes e a população não se responsabilizam.

Fiz uma placa que dizia: “Vende-se este rio”, me coloquei num cruzamento no bairro do poço ao lado do riacho com minha placa e sacos cheios de água que me serviam como expositor. Lá, sempre que o semáforo fechava para os carros, eu me diria até os carros e oferecia o rio para os motoristas. Perguntas surgiram, tais como: “Quanto custa?”, “Por um acaso o rio lhe pertence?”, “por que você tá vendendo o rio?”... Mas em geral as pessoas não queriam comprar e alegavam que era porque o rio estava podre. Durante todo tempo eu instiguei as pessoas, questionando que o rio só estava nessa situação porque ele não tinha um dono. Tentei vender até mesmo para um motorista de um dos carros da Secretária Municipal de Saúde, mas ele não quis comprar. As pessoas também não queriam o rio de graça.

Esta intervenção me levou a um pensamento: em nenhum momento eu me preocupei em criar um personagem, era eu quem queria realmente vender o riacho Salgadinho, era eu indignado com a poluição e falta de cuidado.

Nenhum comentário: